Uma estante de livros esconde a entrada.

O esconderijo

Boekenkast
A estante móvel Por detrás desta estante móvel situa-se a entrada para o Anexo Secreto (Fotografia: Maria Austria, 1954)
  • Imprimir

O esconderijo situa-se numa parte desativada do edífico de escritórios da empresa de Otto Frank. Enquanto o negócio continua como de costume na parte frontal do edifício, há pessoas que se escondem no anexo, na parte traseira.

Anne escreve:

"O Anexo é o local ideal para nos escondermos. Pode ser húmido e assimétrico, mas provalvelmente não há esconderijo mais confortável em toda a Amesterdão. Não, em toda a Holanda."

A empresa localizada no nº 263 de Princesengracht situa-se numa área onde há muitas outras pequenas empresas. Há uma empresa de chá, que se situa à esquerda e uma outra de mobiliário, à direita do Anexo Secreto.

Relativamente espaçoso

O enconderijo, situado no nº 263, é relativamente espaçoso. Há espaço suficiente para duas famílias. Esta situação não era muito comum, já que normalmente pais e filhos se separam em esconderijos diferentes. Grande parte dos esconderijos eram pequenos espaços em caves húmidas ou em sotãos poeirentos. As pessoas que se escondiam em zonas rurais, por vezes, podiam sair para o exterior, mas somente se não houvesse perigo de serem descobertas.

Fugindo à regra, este esconderijo tem vários espaços e divisões (fotografia do Anexo Secreto remobilado: Allard Bovenberg)

Uma estante de livros esconde a porta

Assim que houve possibilidade, a entrada para o Anexo Secreto foi escondida por detrás de uma estante de livros móvel. O senhor Voskuijl, o gerente do armazém, constrói a estante de livros móvel para disfarçar a entrada para o Anexo Secreto.

"Agora o nosso Anexo Secreto tornou-se verdadeiramente secreto... o Sr. Kugler pensou que seria melhor ter uma estante de livros tapando a entrada do nosso esconderijo. Encaixa-se numas dobradiças e abre-se como se fosse uma porta. O Sr. Voskuijl fez um bom trabalho de carpintaria. (Foi dito ao Sr. Voskuijl que nos encontravamos sete pessoas escondidas, ele tem sido muito prestável.)", escreve Anne no seu Diário no dia 21 de agosto de 1942, quando ainda só se encontravam sete pessoas escondidas. Fritz Pfeffer junta-se ao grupo posteriormente, no dia 16 de novembro de 1942.

A entrada para o Anexo Secreto foi prontamente escondida por detrás de uma estante de livros (fotografia do Anexo Secretos remobilado: Allard Bovenberg).

Margot é convocada Ela tem que ir para um campo de trabalho na Alemanha

No dia 5 de julho de 1942, Margot Frank é convocada, assim como milhares de outros judeus em Amesterdão...

Mais...

Escondidos Nenhum deles sabia quanto tempo teriam de se esconder

A partir do dia 6 de julho de 1942 a família Frank encontra-se escondida...

Mais...
Boekenkast

O esconderijo Uma estante de livros esconde a entrada

O enconderijo situado no nº 263 é relativamente espaçoso. Há espaço suficiente para duas famílias.

Mais...

Tensão e discussões Por vezes, as emoções saltam

Oito pessoas vivendo num espaço extremamente confinado, o Anexo Secreto é sufocante...

Mais...

Atividades diárias Ler e estudar ajudam a passar o tempo

As pessoas no esconderijo têm horários muito rígidos.

Mais...

Disputa-se a guerra Os protetores e a rádio trazem as últimas notícias.

"Hoje não tenho senão notícias sombrias e deprimentes que relatar...

Mais...